Boris Johnson promete um Reino Unido ''aberto ao exterior" após Brexit
capa

Boris Johnson promete um Reino Unido ''aberto ao exterior" após Brexit

Primeiro-ministro britânico prometeu tirar país da União Europeia em 31 de outubro, com ou sem acordo

Por
AFP

Reino Unido "será uma nação internacional" após Brexit, segundo Boris Johnson

publicidade

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, prometeu nesta sexta-feira um Reino Unido "aberto ao exterior" após o Brexit, em um comunicado publicado na véspera de sua participação na cúpula do G7 na cidade francesa de Biarritz. "Minha mensagem para os líderes do G7 esta semana é a seguinte: o Reino Unido que estou liderando será uma nação internacional, aberta ao exterior e autoconfiante", escreveu Johnson, que prometeu tirar seu país da União Europeia em 31 de outubro, com ou sem acordo com Bruxelas.

A possibilidade de um Brexit abrupto preocupa os setores empresariais, que temem suas caóticas consequências econômicas, e divide os britânicos, inclusive dentro do Partido Conservador de Johnson, que possui uma ala interessada em manter laços com a União Europeia. "Algumas pessoas questionam a decisão democrática tomada pelo país, temendo nosso afastamento do mundo", disse Johnson em referência ao referendo de junho de 2016, no qual 52% dos britânicos votaram pela saída da UE.

"Alguns pensam que deixamos para trás os melhores dias do Reino Unido. Para essas pessoas digo: estão erradas". "Seguiremos no centro das alianças em todo o mundo. E vamos continuar a colocar todas nossas capacidades diplomáticas, de defesa e de desenvolvimento a serviço da manutenção e preservação da ordem internacional, da qual dependem a paz e a prosperidade", garantiu.

O primeiro-ministro britânico também afirmou que seu país "jamais ignorará as responsabilidades específicas que lhe cabem como pilar e arquiteto do sistema internacional".