capa

Chanceler do Irã diz que escalada provocada por EUA é "inaceitável"

Zarif garantiu que Teerã mantém seu compromisso com a comunidade internacional com base no acordo de 2015

Por
AFP

Ministro das Relações Exteriores, Mohammad Javad Zarif, qualificou de "inaceitável" a "escalada das tensões provocada pelos Estados Unidos" contra o Irã

publicidade

O ministro iraniano das Relações Exteriores, Mohammad Javad Zarif, qualificou nesta quinta-feira de "inaceitável" a "escalada das tensões provocada pelos Estados Unidos" contra seu país. "Atuamos com a máxima moderação", afirmou Zarif antes de se reunir com seu homólogo japonês, Taro Kono, em Tóquio, sobre a decisão do presidente americano, Donald Trump, de abandonar o acordo de 2015 sobre o programa nuclear iraniano.

Zarif garantiu que Teerã mantém seu compromisso com a comunidade internacional com base no acordo de 2015. A tensão entre as duas partes permanece há meses, mas a temperatura se elevou ainda mais nos últimos dias, tomando uma direção preocupante. Teerã advertiu na quarta-feira que os Estados Unidos conheceriam "o gosto amargo da derrota" devido "à guerra econômica" que promovem contra o Irã.

Washington, que realiza uma campanha de "pressão máxima" contra o Irã, endureceu suas sanções econômicas e reforçou sua presença militar no Oriente Médio diante da ameaça de ataques "iminentes" contra seus interesses na região atribuída a Teerã. Um ano após o anúncio da retirada unilateral dos Estados Unidos do acordo sobre o programa nuclear iraniano, Teerã informou, no dia 8 de maio, a suspensão de alguns dos compromissos assumidos com o tratado.

Em seguida, Washington reforçou as sanções contra a economia iraniana e o Pentágono anunciou o envio ao Oriente Médio de um porta-aviões e uma bateria de mísseis Patriot.