China acusa Trump de "propagar um vírus político" na ONU

China acusa Trump de "propagar um vírus político" na ONU

Presidente dos EUA atacou a China e acusou o país espalhar a Covid-19 pelo mundo

AFP

China acusou Trump de "abusar da plataforma das Nações Unidas para provocar confronto

publicidade

O embaixador da China na ONU Zhang Jun acusou nesta terça-feira o presidente americano Donald Trump de "espalhar um vírus político" com suas "acusações infundadas" contra Pequim sobre a gestão da Covid-19. "Em um momento em que a comunidade internacional está lutando duramente contra a Covid-19, os Estados Unidos estão espalhando um vírus político aqui na Assembleia Geral", disse Zhang Jun a repórteres à margem da sessão anual da instituição a nível de chefes de Estado e de Governo.

Em seu discurso de abertura da Assembleia, o presidente americano atacou a China, acusando-a de ter "espalhado esta praga pelo mundo". "A China rejeita e se opõe firmemente a essas acusações infundadas feitas pelos Estados Unidos", reagiu o embaixador chinês. "O barulho americano é incompatível com a atmosfera da Assembleia Geral", acrescentou.

Ele acusou o presidente dos Estados Unidos de "abusar da plataforma das Nações Unidas para provocar confronto" e, assim, "enfraquecer" a organização planetária. Para a pandemia, "providenciamos uma assistência aos Estados Unidos, a fim de ajudá-los a salvar vidas", ressaltou o embaixador chinês, enquanto a doença já fez mais de 200.000 mortos em solo americano.

Segundo ele, "podemos dizer que a gestão americana é um fracasso total". "É preciso entender que este país tem o sistema médico mais avançado e a tecnologia mais eficiente. Apesar disso, são os primeiros em casos confirmados e em mortes", disse. "Eles perderam muitas vidas preciosas de pessoas inocentes", insistiu.

"Se fôssemos responsabilizar alguém, deveriam ser os Estados Unidos por perder tantas vidas por meio de um comportamento irresponsável", ironizou Zhang Jun. "É realmente hora de a classe política americana despertar de suas próprias ilusões e ficções", declarou ainda, lembrando que "para ser grande, é preciso se comportar como um líder".

 


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895