China informa 47 óbitos por coronavírus e Coreia do Sul tem 594 novos casos
capa

China informa 47 óbitos por coronavírus e Coreia do Sul tem 594 novos casos

Confirmação da doença em 427 pacientes foi maior que os registros do dia anterior

Por
AFP

Medicamentos são entregues a pacientes por baixo de portas e portões

publicidade

A China informou neste sábado 47 novos óbitos pelo novo coronavírus, o que eleva o total de mortes a 2.835 desde o começo da epidemia. A Comissão Nacional de Saúde chinesa registrou 427 casos novos, ou seja, mais do que na véspera, elevando o total de infectados a 79.251. A imensa maioria das mortes ocorreu na província de Hubei (45). Pequim registrou um óbito e Henan, outro. Todos os novos casos estão em Hubei, sendo 420 em sua capital, Wuhan, onde a epidemia surgiu.

Apesar do aumento de casos em relação à sexta-feira (327), o número é bem inferior aos registros do novo coronavírus em meados de fevereiro. Pequim mantém medidas extremamente severas contra a epidemia, com 56 milhões de pessoas confinadas em Hubei, e proibição de aglomerações de pessoas em toda a China. As empresas começaram a reabrir após semanas de desaceleração de atividade econômica.

Mas o Bureau Nacional de Estatísticas (BNS) informou que o setor manufatureiro caiu a um mínimo histórico em fevereiro. O índice de gestores de compras (PMI) para o mês de fevereiro se situou em 35,7 pontos, contra 50,0 em janeiro, segundo o BNS. Uma cifra acima de 50 indica expansão da atividade e abaixo, contração.

A Coreia do Sul registrou neste sábado três óbitos e 594 casos do novo coronavírus, no maior aumento diário até o momento, o que eleva a 2.931 o número de pessoas infectadas no país, anunciaram as autoridades sanitárias. Três mulheres morreram de Covid-19 na região de Daegu (sul), e agora o país tem 16 vítimas fatais, segundo as autoridades de saúde.