Conservadora que relaxou medidas na pandemia vence eleição regional em Madri

Conservadora que relaxou medidas na pandemia vence eleição regional em Madri

Isabel Diaz Ayuso se opôs ao governo central de centro-esquerda e realizou sua campanha com o slogan "liberdade"

AE

Ayuso afirmou que os resultados apoiaram suas políticas de manter bares e restaurantes abertos

publicidade

A líder conservadora de Madri, Isabel Diaz Ayuso, notabilizada pelas medidas relaxadas durante a pandemia de Covid-19, venceu as eleições regionais nesta terça-feira. Representante do Partido Popular (PP), Ayuso se opôs ao governo central de centro-esquerda e realizou sua campanha com o slogan "liberdade". A conservadora conquistou 44% dos votos, ante 22% nas últimas eleições, enquanto os três rivais de esquerda somados tiveram 41% dos eleitores, com 99% das urnas apuradas.

O maior golpe foi para os socialistas do presidente de governo Pedro Sanchez e os parceiros de coalizão do líder nacional do Unidos Podemos. O líder, Pablo Iglesias, anunciou o fim de uma carreira política que em muitas maneiras moldou a política da Espanha durante grande parte da última década.

Ayuso afirmou que os resultados apoiaram suas políticas de manter bares e restaurantes abertos mesmo no meio da pandemia de coronavírus para que a economia tivesse pleno funcionamento. Os resultados deram ao PP 65 cadeiras dentre as 136 da Assembleia Regional, mais do que o dobro desde 2019, mas aquém dos 69 lugares da maioria necessária para formar um governo. Assim, o Vox, partido que mistura patriotismo e populismo aparece como escolha para apoio legislativo, tendo ganho mais um legislador em relação às últimas eleições, com 13 cadeiras.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895