Coreia do Sul vai multar Volkswagen e Porsche por dieselgate
capa

Coreia do Sul vai multar Volkswagen e Porsche por dieselgate

Mais de dez mil veículos estavam equipados com programas que manipulavam os dados de emissões de dióxido de nitrogênio

Por
AFP

Oito modelos de carro, como Audi A6, Volkswagen Touareg e Porsche Cayenne, terão sua certificação revogada

publicidade

A Coreia do Sul anunciou nesta terça-feira que quer levar à Justiça e multar a Volkswagen e a Porsche, no âmbito do escândalo dos motores a diesel manipulados para disfarçar os níveis de emissão de poluentes. O Ministério do Meio Ambiente informou que mais de dez mil veículos vendidos pelas montadoras alemãs no país asiático entre maio de 2015 e janeiro de 2018 estavam equipados com programas que permitiam manipular os dados de emissões de dióxido de nitrogênio.

Oito modelos de carro – como Audi A6, Volkswagen Touareg e Porsche Cayenne – terão sua certificação revogada, e os fabricantes deverão pagar multas estimadas em 11,5 bilhões de wones (9,5 bilhões de dólares), de acordo com a pasta. "Temos a intenção de continuar respondendo energicamente no futuro às manipulações das emissões de escapamento", declarou um funcionário do Ministério à imprensa.

Na Alemanha, "a Audi retira os veículos das séries A6 e A7 Sportback desde novembro de 2018, e as taxas de tratamento atualmente são superiores a 90%", indica a fabricante do grupo Volkswagen em um comunicado transmitido à AFP, onde afirma "levar em conta" a decisão das autoridades sul-coreanas. No fim de julho, o ex-diretor-geral da Audi Ruper Stadler foi enviado à Justiça alemã no âmbito deste escândalo mundial, que veio à tona há quatro anos.

Stadler e outros três diretores e ex-diretores da Audi devem responder na Justiça por "fraude", "emissões de certificados falsos" e "propaganda enganosa" pela venda de 434 mil Volkswagens, Audis e Porsches, equipados com programas que permitiam disfarçar as emissões de dióxido de nitrogênio quando os veículos eram testados.