Donald Trump considera "muito ofensiva" declaração de Macron a respeito da Otan
capa

Donald Trump considera "muito ofensiva" declaração de Macron a respeito da Otan

Presidente norte-americano declarou ainda que palavras de francês representam um julgamento maldoso

Por
AFP

Trump afirmou que irá conversar com Macron após declarações ofensivas sobre a Otan

publicidade

O presidente americano Donald Trump considerou nesta terça-feira como "muito ofensiva" a declaração do presidente francês Emmanuel Macron de que a Otan estaria em estado de "morte cerebral" e anunciou sua intenção de conversar com ele hoje. "Acho muito ofensivo", declarou durante coletiva de imprensa com o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, antes do início da cúpula do 70º aniversário da organização em Londres. "É um julgamento "muito, muito maldoso", acrescentou Trump. 

Donald Trump se disse "muito surpreso" com a declaração de Emmanuel Macron e a considerou "muito perigosa" para a França. "Ninguém precisa mais da Otan do que a França", disse ele. "A França precisa da Otan", insistiu. Donald Trump se encontrará com Emmanuel Macron nesta terça-feira para discutir com o presidente francês as queixas contra a Otan. 

Emmanuel Macron considerou a Otan em estado de "morte cerebral" após a ofensiva de Ancara no nordeste da Síria sem qualquer consulta a seus aliados, mas com o consentimento do presidente americano. O presidente francês "assumiu totalmente" sua crítica junto a Stoltenberg na última quinta-feira em Paris. Macron também lamentou que as duas últimas cúpulas tenham sido exclusivamente dedicadas a como aliviar o custo financeiro para os Estados Unidos. O chefe de estado francês ainda considerou que questões estratégicas sobre a paz na Europa, o relacionamento com a Rússia, a Turquia ou sobre quem é o inimigo da Otan não foram resolvidas.