Espanha tem quarto dia consecutivo de queda nas mortes por Covid-19
capa

Espanha tem quarto dia consecutivo de queda nas mortes por Covid-19

Número diário é o menor em 13 dias no país, que também vê uma desaceleração nos contágios

Por
AFP

Policial agradece moradores da cidade de Ronda por permanecerem em isolamento

publicidade

A pandemia do novo coronavírus deixou 637 mortos nas últimas 24 horas na Espanha, o quarto dia consecutivo de queda nos óbitos e o menor número de vítimas fatais em 13 dias, segundo o balanço desta segunda-feira do ministério da Saúde. Os casos confirmados aumentaram 3,3% no mesmo período, contra 4,8% na véspera, o que significa uma desaceleração dos contágios no país, o segundo mais afetado do mundo em número de mortes pela Covid-19 – são 13.055 mortes entre as 135.032 pessoas contaminadas.

A Espanha enfrentou na semana passada uma etapa cruel na crise, com o recorde de 950 mortes em apenas um dia em 2 de abril. O país está sob rígidas medidas de confinamento, aplicadas desde 14 de março e que devem prosseguir até 25 de abril. Os espanhóis vivem confinados em suas casas, com possibilidade de sair apenas para o trabalho (quando o teletrabalho não é possível) ou para atividades básicas como fazer comprar ou passear com o cachorro.

"Nós confirmamos o objetivo desta semana de consolidar a desaceleração", disse o ministro da Saúde, Salvador Illa, em conferência de imprensa. O aumento médio de casos no início do Estado de Alarme foi de 22%, de modo que o titular da pasta elogiou a eficácia das medidas adotadas: "clara conclusão de que funcionaram". Além disso, o governo decretou de 30 de março a 9 de abril a paralisação de todas as atividade econômicas "não essenciais", uma medida que não deve ser prorrogada.