EUA: prisões na fronteira com o México somam quase um milhão em um ano
capa

EUA: prisões na fronteira com o México somam quase um milhão em um ano

/ Número representa um aumento de 88% em relação às ações de 2018, segundo Mark Morgan

Por
AFP

Após maio, EUA assinaram acordos com outros países para interromper imigração irregular

publicidade

Agentes norte-americanos detiveram quase um milhão de migrantes na fronteira com o México nos 12 meses encerrados em setembro - disse nesta terça-feira o comissário interino do Escritório de Alfândega e Proteção de Fronteiras (CBP), Mark Morgan. "As ações de reforço do CBP na fronteira sudoeste totalizaram quase um milhão no ano fiscal de 2019 (que ocorre de outubro a setembro), o que representa um aumento de 88% em relação às ações de 2018", disse Morgan aos jornalistas na Casa Branca.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, decretou uma política de "tolerância zero" com imigração irregular e fez da luta contra a chegada de imigrantes sem documentos um eixo de seu governo e uma mensagem central de sua campanha pela reeleição. "O número total de ações no mês passado foi de 52.000, uma queda de cerca de 65% em relação ao pico de 144.000 de maio", relatou Morgan.

Após o número registrado em maio - um recorde em 13 anos -, os Estados Unidos assinaram acordos com México, Guatemala, Honduras e El Salvador para interromper a migração irregular. Depois disso, o nível de detenções começou a diminuir.