Incerteza do Brexit derruba produção de automóveis no Reino Unido

Incerteza do Brexit derruba produção de automóveis no Reino Unido

Fábricas do ramo anunciaram fechamento temporário durante entrave político

AFP

Data para saída do Reino Unido da União Europeia está marcado para 31 de outubro

publicidade

A produção de automóveis no Reino Unido desabou quase 50% em abril no Reino Unido, uma consequência do fechamento temporário de fábricas ante as incertezas do Brexit. De acordo com os números mensais da Associação de Fabricantes e Vendedores de Automóveis (SMMT), a produção caiu 44,5% em ritmo anual no mês passado, a 70.971 unidades. A queda reflete a decisão de várias montadoras presentes no Reino Unido de antecipar a abril o recesso anual da produção, que tradicionalmente acontece durante o verão.

A medida tinha o objetivo de preparar as empresas para qualquer perturbação ligada ao Brexit, que deveria ter acontecido no fim de março. A data de saída britânica da União Europeia (UE) foi adiada para 31 de outubro após a rejeição por parte do Parlamento ao acordo de divórcio assinado entre Londres e Bruxelas. Mas a decisão foi anunciada muito tarde para permitir uma mudança de plano das indústrias.

O fechamento de fábricas pode voltar a acontecer em 31 de outubro, advertiu a SMMT, que citou medidas caras como a constituição de reservas e a preparação para eventuais procedimentos alfandegário. Quase 80% dos automóveis fabricados no Reino Unido são destinados à exportação, metade deles com destino aos demais 27 países da UE. A produção registrou queda em abril pelo 11º mês consecutivo.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895