Irã reabre Parlamento após redução nas infecções por coronavírus
capa

Irã reabre Parlamento após redução nas infecções por coronavírus

Pelo menos 31 membros políticos contraíram a doença

Por
AFP

Ministério da Saúde relatou 133 novas mortes por coronavírus, de um total de 3.872


publicidade

O Parlamento iraniano se reuniu nesta terça-feira – pela primeira vez desde o final de fevereiro – em meio à epidemia do novo coronavírus, em coincidência com um sétimo dia consecutivo de redução nos números de novos contágios. Pelo menos 31 membros do Parlamento contraíram a doença.

O Parlamento debateu e bloqueou um projeto de lei para confinar totalmente o país durante um mês. Seus críticos argumentaram que a economia poderia ficar prejudicada. Abdolkarim Hosseinzadeh, que redigiu o projeto de lei, afirmou que o Irã está "confuso" sobre como conter o vírus.

O porta-voz do Ministério da Saúde, Kianoush Jahanpour, relatou 133 novas mortes por coronavírus, de um total de 3.872. O número de infectados chega a 62.589.


A República Islâmica é de longe o país do Oriente Médio mais atingido pela pandemia, segundo dados oficiais. No exterior, porém, há especulações de que o número real de mortes e contágios possa ser maior.