Justiça espanhola estende toque de recolher na Catalunha por 14 dias

Justiça espanhola estende toque de recolher na Catalunha por 14 dias

As medidas restritivas, inicialmente previstas até 7 de janeiro, vão prosseguir até 21 de janeiro

AFP

ambém limitam em 50% os níveis de capacidade em restaurantes e em 70% em espaços desportivos

publicidade

A justiça da Catalunha estendeu nesta quarta-feira por mais 14 dias o toque de recolher noturno estabelecido em grande parte da comunidade autônoma dessa região do nordeste da Espanha, para impedir a disseminação da variante ômicron do coronavírus.

O Tribunal Superior de Justiça da Catalunha (TSJC), cujo aval foi solicitado pelo executivo regional, considerou que esta prorrogação se justifica dada a "situação epidemiológica", que apresenta "neste momento características bastante desfavoráveis" na região.

As medidas restritivas, inicialmente previstas até 7 de janeiro, vão prosseguir até 21 de janeiro, segundo o tribunal, que considerou que no contexto atual o direito à "integridade física" e à "saúde" deve prevalecer sobre as demais liberdades fundamentais.

As medidas, em vigor desde 23 de dezembro, preveem toque de recolher de 01h00 às 06h00 da manhã em todas as cidades com mais de 10 mil habitantes em que a incidência supere 250 casos por 100 mil habitantes em sete dias.

Veja Também

Também limitam em 50% os níveis de capacidade em restaurantes e em 70% em espaços desportivos e culturais. Além disso, preveem o fechamento de boates e a limitação de reuniões privadas a um máximo de dez pessoas.

A Espanha, um dos países líderes em vacinação, enfrenta uma nova onda de casos com a disseminação da variante ômicron, muito mais contagiosa que as anteriores. O país registrou 117.775 novos casos em 24 horas na terça-feira. A incidência foi de 2.433 casos por 100.000 habitantes em 14 dias, um dos níveis mais elevados da Europa.



Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895