Mais de 100 casos de coronavírus em hospitais psiquiátricos acende alerta no Peru
capa

Mais de 100 casos de coronavírus em hospitais psiquiátricos acende alerta no Peru

Pacientes afetados pela Covid-19, alguns com retardo mental profundo, estão isolados dos demais internados

Por
AFP

Lima é o principal foco da pandemia no Peru, ao concentrar mais da metade dos 51.100 casos


publicidade

Dezenas de pessoas internadas e funcionários de três hospitais psiquiátricos do Peru foram infectados pelo novo coronavírus e precisam de atendimento urgente, alertou nesta quarta-feira a Defensoria do Povo, que pediu medidas para conter a propagação da doença. "Até o momento, há 41 pessoas internadas e 64 funcionários com diagnóstico de Covid-19 nas três principais unidades de saúde mental do país, assinala um relatório da Defensoria.

Ante o surto, o órgão autônomo que cuida dos direitos dos cidadãos pediu ao Ministério da Saúde que adote "medidas urgentes para garantir a prevenção e o atendimento das pessoas que se encontram em estabelecimentos psiquiátricos".

"Estas pessoas se tornaram historicamente invisíveis e a experiência em outros países nos mostra que são mais vulneráveis ao contágio dentro da pandemia que vivemos", assinalou Malena Pineda, chefe do programa de Direitos dos Descapacitados da Defensoria do Povo. Os pacientes afetados pelo novo coronavírus, alguns com retardo mental profundo, estão isolados dos demais internados.


Com uma população de cerca de 10 milhões de habitantes, Lima é o principal foco da pandemia no Peru, ao concentrar mais da metade dos 51.100 casos e um terço dos cerca de 1,5 mil mortos. A visita aos hospitais é restrita devido ao risco de propagação do vírus, que se expandiu com rapidez pelo território peruano apesar do confinamento nacional drástico da população.