Moradores são evacuados após erupção do vulcão peruano Ubinas
capa

Moradores são evacuados após erupção do vulcão peruano Ubinas

Estrutura mais ativa do país não registrava fenômeno semelhante desde 2017

Por
AFP

Ubinas está situado na região de Moquegua, 1.250 km ao sul de Lima e a 5.672 metros de altitude

publicidade

As autoridades peruanas ordenaram, nesta sexta-feira, a evacuação de centenas de moradores que vivem perto do vulcão Ubinas, no sul do país, devido a uma chuva de cinzas e gases, após duas explosões eruptivas registradas na madrugada. A evacuação foi ordenada depois de que o Instituto Geofísico do Peru (IGP) apontou que "o vulcão Ubinas continua em processo eruptivo", e recomendou a "elevação do nível de alerta vulcânico de amarelo para laranja". 

O alerta laranja precede o alerta vermelho, nível de máximo perigo. O Ubinas está situado na região de Moquegua, 1.250 km ao sul de Lima e a 5.672 metros de altitude sobre o nível do mar. As emissões de cinzas e gases tóxicos estão relacionadas com o aumento da atividade sísmica do vulcão, indicou o informe do IGP. 

Os ventos levaram as enormes nuvens formadas com as emanações para a fronteira com a Bolívia. A coluna eruptiva atingiu uma altura de cerca de seis quilômetros acima da cratera do vulcão. Mais de meia dúzia de comunidades vivem em seus arredores. O vulcão Ubinas, o mais ativo do Peru, não registrava erupções desde 2017.