Na Turquia, Souza mostra preocupação: “A gente não sabe o que pode acontecer”

Na Turquia, Souza mostra preocupação: “A gente não sabe o que pode acontecer”

Ex-volante do Grêmio relata que amigo ligou para aconselhar estocar comida em casa

Correio do Povo e Rádio Guaíba

Ex-volante do Grêmio relata que amigo ligou para aconselhar estocar comida em casa

publicidade

Ex-volante do Grêmio e atualmente no Fenerbahçe, Souza vive momentos de tensão na Turquia, onde ocorre uma tentativa de golpe militar desde o fim da noite desta sexta-feira. A situação no país, ao menos neste momento, é imprevisível.

“Meu amigo me ligou e me mandou fazer compras no mercado que tem embaixo da minha casa e guardar comida. Ele não sabe o que vai ser nas próximas horas”, contou Souza, em entrevista à Rádio Guaíba nesta sexta. “A situação ainda é bastante complicada. Os militares estão fechando pontes e aeroportos”, relatou ele, que disse que, por volta das 20h30min (2h30min de sábado, em Istambul), o clima parecia um pouco menos tenso. “A gente está esperando as próximas horas para saber como vai ficar a situação do país.”

Souza disse que tem procurado se manter informado pelos meios de comunicação, que ainda estão funcionando. Da janela de casa, observa o movimento na região. “Vi bastante helicóptero mais cedo. Não vi o caça, mas vi pela notícia que tinha alguns caças dando rasantes em Istambul.”

Há, segundo ele, muita gente na rua. Mas para os dois lados: “Muitos foram comemorar nas ruas, mas muitos estão contra. Esse é o problema. A gente não sabe o que pode acontecer num futuro próximo”.

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895