Otan enfrenta "novos desafios" com Rússia e China, diz Biden

Otan enfrenta "novos desafios" com Rússia e China, diz Biden

Presidente dos Estados Unidos insistiu na necessidade de maior coordenação entre os aliados

AFP

Otan enfrenta "novos desafios" com Rússia e China, diz Biden

publicidade

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, fez nesta segunda-feira (14) um apelo aos países integrantes da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) para que enfrentem juntos os "novos desafios" representados por Rússia e China.

"Eu penso que há um reconhecimento crescente nos últimos anos de que temos novos desafios. Nós temos a Rússia, que não está agindo de maneira consistente com o que esperávamos, assim como a China", disse Biden durante o encontro com o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, ao chegar à sede da instituição para uma reunião de cúpula.

Veja Também

Neste encontro protocolar com Stoltenberg, Biden insistiu na necessidade de uma "maior coordenação" entre os aliados, em uma referência direta ao mal-estar gerado na organização com a decisão dos Estados Unidos de negociarem sua saída do Afeganistão sem consultar os demais países-membros da aliança militar.

"Quero ser muito claro: a Otan é de uma importância capital para nossos interesses e em si mesma", ressaltou o presidente americano, que voltou a se referir a uma "obrigação sagrada" de seu país com a Aliança Atlântica.

Ao contrário de todos os outros líderes, que entraram caminhando na sede da Otan para dar rápidas declarações, o enorme comboio com o presidente dos EUA se dirigiu para o outro extremo do complexo, e Biden entrou por um acesso lateral. 


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895