Protesto contra morte de imigrantes no Mediterrâneo reúne cerca de 5 mil em Berlim

Protesto contra morte de imigrantes no Mediterrâneo reúne cerca de 5 mil em Berlim

Manifestantes entoaram frases como "As fronteiras matam" e "A União Europeia assassina"

Agência Brasil

Cerca de 5 mil protestam em Berlim pela morte de imigrantes no Mediterrâneo

publicidade

Cerca de 5 mil pessoas participaram neste domingo de uma manifestação, em Berlim, em protesto pela morte, no Mar Mediterrâneo, de imigrantes que tentam chegar à Europa. Os manifestantes empunhavam flores, cruzes e caixões, simulando o enterro de todos os que morrem na tentativa de atravessar o Mediterrâneo.

O protesto foi convocado pelo coletivo artístico Centro para a Beleza Política, que pretendia transformar o local em um cemitério simbólico que representasse as mortes dos que querem chegar à Europa. "As fronteiras matam" e "A União Europeia assassina" foram frases entoadas pelos manifestantes a propósito das políticas alemãs e europeias sobre a imigração ilegal.

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895