Quatro turistas são atacados com faca na Jordânia

Quatro turistas são atacados com faca na Jordânia

Vítimas visitavam sítio arqueológico quando foram feridas

Por
AFP

Guia turístico e agente de segurança se feriram tentando desarmar autor


publicidade

Três turistas mexicanos e uma suíça foram feridos em um ataque com faca em Jerash, sítio arqueológico do norte da Jordânia, informou à AFP o porta-voz das forças de segurança, Amer Saraoui. "Um guia turístico e um agente de segurança também foram feridos quando tentavam desarmar o autor do ataque, que foi detido", completou.

"O agressor foi detido e os feridos foram levados para o hospital", afirmou Saraoui. As autoridades não divulgaram a identidade do agressor ou falaram sobre suas motivações. Não é a primeira vez que um local turístico da Jordânia é alvo de um ataque.

Em dezembro de 2016, dez pessoas (dois civis jordanianos, uma turista canadense e sete policiais) morreram em Karak, outro ponto muito visitado por estrangeiros, a 120 km de Amã. O ataque, que deixou 30 feridos, foi reivindicado pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI).

A Jordânia abriga vários tesouros históricos do Oriente Médio, como a cidade de Petra, uma das sete maravilhas do mundo, as ruínas de Jerash, o deserto de Wadi Rum ou o Mar Morto. O turismo é uma das principais fontes de renda do país.