Turquia não vai recuar na compra de mísseis russos S-400
capa

Turquia não vai recuar na compra de mísseis russos S-400

Tensão coloca em risco negociação para compra de aviões norte-americanos

Por
AFP

publicidade

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan afirmou nesta terça-feira que não vai recuar na compra de mísseis de defesa russos S-400, apesar das advertências dos Estados Unidos. "Chegamos a um acordo. Estamos decididos. Não vamos recuar", afirmou Erdogan, de acordo com a agência oficial turca Anadolu.

O desejo de Ancara de comprar o sistema russo de defesa antiaérea S400 provoca tensão entre Turquia e Estados Unidos, aliados na Otan. As autoridades americanas afirmaram que a Turquia deve escolher entre o sistema de defesa russo e os aviões de combate americanos F-35, que Ancara também pretende adquirir.

Kathryn Wheelbarger, subsecretária americana interina para Assuntos de Segurança Internacional, considerou na semana passada que a compra do sistema russa teria efeitos "devastadores" para o programa do F-35 e a cooperação da Turquia com a Otan. Ela disse que a compra prejudicaria a capacidade da Turquia de trabalhar com a Aliança Atlântica e exporia o país a sanções do Congresso.

Erdogan abordou o tema em uma conversa telefônica com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, na semana passada, durante a qual reiterou a proposta de criar um "grupo de trabalho conjunto" sobre o sistema de mísseis. Os dois presidentes se reunirão durante o encontro do G20 no fim de junho no Japão.