Venezuela prorroga toque de recolher na fronteira com Colômbia e Brasil

Venezuela prorroga toque de recolher na fronteira com Colômbia e Brasil

Aumento no número de casos foi vinculado ao retorno de venezuelanos em meio à pandemia

Por
AFP

Venezuela decidiu prorrogar toque de recolher na fronteira com Colômbia e Brasil


publicidade

O governo da Venezuela decretou um novo toque de recolher nesta terça-feira (19) em três municípios na fronteira com a Colômbia e o Brasil em resposta a um aumento nos casos da Covid-19, um aumento que o país vincula ao retorno dos venezuelanos em meio à pandemia.

A medida foi tomada depois que o presidente Nicolás Maduro ordenou um toque de recolher com as mesmas características na segunda-feira no município de Páez, no estado de Apure (oeste), na fronteira com a Colômbia. A medida entrará em vigor das 16h (horário local) às 22h do dia seguinte (das 20h às 14h GMT), disse Rodríguez.

O ministro garantiu que o retorno "de milhares e milhares" de migrantes se deve a um "descuido excessivo" dos governos da Colômbia, Brasil, Equador e Peru ao lidar com a pandemia do novo coronavírus. Na Venezuela, segundo dados oficiais, existem 10 mortes e 749 casos confirmados.

No fim de semana, houve uma escalada de contágios no país e nesta terça houve 131 novos casos, o maior número em um dia, informou o governo. Do número total de infecções, "quase 60% são casos de outros países", disse Rodríguez, destacando que os retornados devem "previamente" concluir uma quarentena de 14 dias na fronteira antes de se mudarem para suas residências. 

Como prevenir o contágio do novo coronavírus 

De acordo com recomendações do Ministério da Saúde, há pelo menos cinco medidas que ajudam na prevenção do contágio do novo coronavírus:

• lavar as mãos com água e sabão ou então usar álcool gel.

• cobrir o nariz e a boca ao espirrar ou tossir.

• evitar aglomerações se estiver doente.

• manter os ambientes bem ventilados.


• não compartilhar objetos pessoais.