Viúva de Arafat é acusada de corrupção na Tunísia

Viúva de Arafat é acusada de corrupção na Tunísia

Tribunal tunisiano emitiu m mandado internacional de prisão para Suha Arafat

AE

Suha Arafat é acusada de corrupção na Tunísia

publicidade

A viúva do líder palestino Yasser Arafat, Suha Arafat, rejeitou nesta segunda-feira as acusações de corrupções feitas contra ela na Tunísia. "Eu rejeito todas as acusações listadas pela mídia. Estou pronta para lidar com a questão, apresentar documentos e eu indiquei um advogado tunisiano para apresentar esses documentos", disse ela à agência France Presse por telefone em entrevista de Malta.

Um tribunal tunisiano emitiu um mandado internacional de prisão para Suha por acusações de corrupção. O porta-voz do Ministério da Justiça, Kadhem Zine el Abidine, disse à France Presse que um tribunal de Túnis emitiu o mandado contra a viúva de 48 anos, que deve sua cidadania tunisiana retirada em 2007.

Sura é suspeita de envolvimento em casos de corrupção financeira envolvendo a família de Leila Trabelsi, esposa do ex-presidente tunisiano Zine al-Abidine Ben Ali. Os laços da família de Arafat com a Tunísia tiveram início quando a Organização pela Libertação Palestina (OLP) abriu uma sede em Túnis nos anos 1980. As informações são da Dow Jones.

Bookmark and Share

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895