Ação relacionada a assalto a banco em Canguçu termina com uma pessoa presa
capa

Ação relacionada a assalto a banco em Canguçu termina com uma pessoa presa

Operação apreendeu em torno de R$ 20 mil

Por
Correio do Povo

Em torno de R$ 20 mil foram encontrados com um homem, que foi preso na operação Jugular

publicidade

A operação Jugular, que investigou o roubo à Caixa Econômica Federal da cidade de Canguçu, na Zona Sul do Rio Grande do Sul, terminou nesta terça-feira com uma pessoa presa e com a apreensão de quase R$ 20 mil em dinheiro. 

O crime contra o banco ocorreu em agosto de 2018. Na ocasião, os criminosos utilizaram explosivos, armamento de grosso calibre e fizeram até um cordão humano para impedir a ação das forças de segurança. Na fuga, um policial ficou ferido na troca de tiros e um criminoso foi morto. 

Cinquenta policiais federais cumpriram hoje dez mandados de busca e apreensão em solo gaúcho e no Mato Grosso do Sul. As ordens judiciais foram expedidas pela Justiça Federal de Pelotas. 

De acordo com a Polícia Federal, os investigados poderão responder por roubo qualificado, associação criminosa, tentativa de homicídio, sequestro, e dano ao patrimônio público. A Jugular é uma importante veia responsável por transportar o sangue até o restante corpo, simbolizando a ligação da cabeça com outros membros. A referência se faz em razão do líder da quadrilha ter morrido.