Acidentes em rodovias federais no Estado têm redução de 5% em 2009

Acidentes em rodovias federais no Estado têm redução de 5% em 2009

Balanço foi divulgado nesta segunda-feira pela PRF

Luciamem Winck / Correio do Povo

publicidade

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) comemora os resultados alcançados em 2009 no Rio Grande do Sul. O balanço divulgado nesta segunda-feira mostra redução de 5% no número de mortes na malha rodoviária federal gaúcha, que totaliza 6 mil quilômetros de estradas. "O quadro é bastante positivo, pois o nosso principal objetivo foi atingido, ainda que parcialmente: salvar vidas", assinalou o superintendente substituto da PRF-RS, inspetor Lindomar Cristani.

As estatísticas comprovam que, entre janeiro e dezembro do ano passado, 380 pessoas morreram em acidentes nas BRs. Em igual período de 2008, ocorreram 399 mortes. "Muitas vidas foram perdidas, mas algumas foram poupadas", destacou. "Precisamos valorizar esta redução, se considerarmos que o número de acidentes em 2009 superou em 448 o total contabilizado em 2008", comparou o inspetor. Em 2007 foram registrados 11.077 ocorrências de trânsito nas BRs do Estado. Cristani enfatizou que 33% dos acidentes têm como causa a falta de atenção. Outros 6,7% são provocados por desobediência à sinalização.

Cristani lembrou que os resultados são comemorados principalmente porque em 2009 houve um acréscimo de 11% na frota brasileira, um recorde nos últimos cinco anos. Lembrou que entre 2005 e 2008 o incremento anual não passou de 6%.

O superintendente substituto frisou que o trecho Porto Alegre-Novo Hamburgo da BR-116, por onde diariamente trafegam 120 mil veículos, é responsável por 30% das ocorrências de trânsito nas BRs gaúchas. O patrulhamento mais efetivo nas rodovias que registram o maior volume de acidentes resultou, ainda, no incremento entre 60% e 70% das autuações, principalmente por excesso de velocidade e embriaguez ao volante.

"Junto com o aumento nas multas por falta do uso do cinto de segurança, a atuação contundente da PRF na fiscalização contribuiu para reduzir a gravidade dos acidentes e, consequentemente, o número de mortes em nossas rodovias federais", disse. Segundo ele, nos sete primeiros dias de fevereiro, 11.911 autos de infração foram emitidos no trecho Porto Alegre-Osório da BR 290.

Cristani anunciou que ampliará ainda mais o patrulhamento. Segundo ele, a PRF dispõe de 735 servidores para garantir a segurança nas estradas federais no Estado. No passado, eram 900 policiais rodoviários. A corporação aguarda sinal verde do Ministério do Planejamento para realizar processo seletivo visando a contratação de 4.098 servidores para todo o País. Desses, 80 serão lotados no Rio Grande do Sul. "A PRF tem hoje 9 mil policiais no Brasil. O efetivo previsto em lei é de 13.908", explicou. O último concurso público realizado, para a contratação de 750 policiais, está suspenso por determinação judicial.

Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895