Bebê jogado pela janela do ônibus em Panambi está em estado grave

Bebê jogado pela janela do ônibus em Panambi está em estado grave

Hospital Vida & Saúde de Santa Rosa divulgou nota oficial sobre a situação da recém-nascida

Correio do Povo

Imagens de câmera de monitoramento mostram a mãe da criança descendo em Dezesseis de Novembro

publicidade

É grave o estado de saúde da recém-nascida jogada pela mãe através da janela de um ônibus de linha intermunicipal na madrugada da última quarta-feira em Panambi. O Hospital Vida & Saúde de Santa Rosa divulgou uma nota oficial sobre a situação da criança internada na UTI Neonatal. A instituição informou que o quadro é estável.

“O bebê chegou ao HVS na quarta-feira (30), às 22h10. A transferência se deu em função do serviço de referência prestado na Instituição. Desde o momento da internação, a recém-nascida está sendo monitorada por uma equipe multidisciplinar e por equipe médica. O quadro inspira cuidados e qualquer alteração no estado de saúde será informada por nota”, disse o comunicado.

Já a Polícia Civil prossegue com o inquérito, sendo realizadas oitivas e perícias, além da análise do telefone celular apreendido com a mãe do bebê. Trata-se de uma jovem, de 20 anos, que está presa preventivamente desde a quinta-feira, após ser localizada na noite da última quarta-feira em casa de parentes pelo efetivo do 14º BPM da Brigada Militar no interior do município de Dezesseis de Novembro.

Na manhã desta sexta-feira, o delegado Gustavo Fleury divulgou novas imagens de câmeras de monitoramento que estão sendo verificadas na investigação. Uma das imagens mostra a mãe da criança desembarcando na Estação Rodoviária de Dezesseis de Novembro.

A jovem vai até um tanque existente no terminal para lavar as mãos sujas pelo parto ocorrido dentro do banheiro do ônibus que fazia linha intermunicipal Porto Alegre-São Nicolau. Ele compra depois absorventes íntimos em um estabelecimento no local. Em seguida é buscada por um parente em um veículo, sendo levada para a zona rural.

A equipe do delegado Gustavo Fleury identificou que o bebê foi arremessado pela janela do próprio banheiro do ônibus, quando passava pela avenida Presidente Kennedy, em Panambi. Sem roupas, a criança teria permanecido no local por mais de 30 minutos no local, sendo resgatada pela Brigada Militar.

Na tarde de quinta-feira, os policiais civis cumpriram um mandado de prisão preventiva e outro de busca e apreensão em desfavor da jovem, que deve ser indiciada por crime de homicídio na forma tentada. Os agentes recolheram as roupas usadas no dia do fato e o telefone celular dela. A mãe já está no sistema prisional.

“Ela admitiu ter jogado a criança da janela do ônibus em Panambi. Admitiu também que entrou em trabalho de parto durante o trajeto feito pelo ônibus e que escondeu a gravidez dos seus parentes. E este seria um dos motivos pelos quais, além do fato dela nos ter relatado que não sabe quem é o pai da criança, ela teria jogado o bebê pela janela do ônibus”, declarou ainda na quinta-feira o delegado Gustavo Fleury.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895