Brigada Militar prende criminosos após execução, perseguição e confronto em Gravataí

Brigada Militar prende criminosos após execução, perseguição e confronto em Gravataí

Bandidos ligados à facção arrastaram a vítima para fora da residência e atiraram até ela morrer

Correio do Povo

Houve a apreensão de duas pistolas, uma espingarda, um revólver, cerca de 70 munições, um radiocomunicador e uma touca ninja

publicidade

A rápida atuação da Brigada Militar resultou na madrugada desta terça-feira na prisão de quatro criminosos ligados a uma facção que executaram momentos antes uma vítima em Gravataí. Os bandidos confrontaram-se com o efetivo da Força Tática do 17º BPM antes de serem rendidos. 

O homicídio ocorreu em um condomínio residencial na estrada Andrade Neves, no bairro Neópolis, cujo portão da garagem foi inclusive derrubado. Os criminosos invadiram a moradia da vítima, de 20 anos, que foi baleada e retirada para fora da residência, onde recebeu mais tiros até ser morta. Na fuga, os bandidos embarcaram em um Fiat Argo.

Acionados, os policiais militares do 17º BPM realizaram buscas e localizaram o veículo em fuga. Na perseguição pela ERS 020, no bairro Garibaldino, miguelitos foram soltos pelo caminho para tentar furar os pneus das viaturas.

No km 66 da rodovia, o carro chocou-se contra um poste e os criminosos partiram para o confronto, mas acabaram presos. Dois deles ficaram feridos. Todos os indivíduos, de 18, 19, 25 e 26 anos, possuem antecedentes e seriam oriundos de Cachoeirinha. Nenhum brigadiano foi atingido durante o tiroteio.

Veja Também

Houve a apreensão de duas pistolas calibres 9 milímetros, uma espingarda calibre 12, um revólver calibre 38, cerca de 70 munições intactas e cinco deflagradas, além um radiocomunicador sintonizado na frequência da BM, uma touca ninja, dois telefones celulares e uma quantia em dinheiro. O Fiat Argo estava em situação de roubo.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895