Depósito de drogas de facção criminosa é fechado em Canoas
capa

Depósito de drogas de facção criminosa é fechado em Canoas

Agentes apreenderam cerca de 1,2 mil pinos de cocaína, avaliados em torno de R$ 35 mil

Por
Correio do Povo

Venda da droga é facilitada devido ao acondicionamento dentro dos microtubos chamados de eppendorfs


publicidade

A Polícia Civil apreendeu cerca de 1,2 mil pinos de cocaína, avaliados em torno de R$ 35 mil, em depósito de drogas que foi “estourado” na madrugada desta terça-feira em Canoas. Houve ainda o recolhimento de oito porções de maconha, um radiocomunicador, um celular e R$ 380,00 em dinheiro, além de material de embalagem. A ação foi deflagrada no bairro Mathias Velho pelos agentes da 3ª DP de Canoas, sob comando do delegado Rodrigo Caldas, no contexto da Operação Anjos da Lei. O local que fica próximo de uma creche e de um Hospital de Pronto Socorro de Canoas, distante apenas uns 50 metros.

O diretor da 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (2ª DPRM), delegado Mário Souza, observou que o depósito de entorpecentes é de uma facção criminosa. Segundo ele, os 1,2 mil pinos de cocaína seriam suficientes para abastecer dez pontos de venda de drogas na cidade. A investigação sobre o local é decorrência de denúncias recebidas. Após monitoramento da área, a ação foi deflagrada. Havia dois indivíduos que fugiram para um matagal no momento da chegada dos agentes nas viaturas, provavelmente alertados por “olheiros”. Um dos traficantes conseguiu escapar, mas um adolescente foi contido.

Já o delegado Rodrigo Caldas afirmou que a ação teve especial relevância pois “a repressão ao tráfico de drogas nas proximidades de instituições que por lei devem ser coibidas com mais rigor, possui importante fundamento na maior vulnerabilidade de determinados indivíduos". A mobilização para capturar o traficante que fugiu terá prosseguimento.