Ministério Público oferece denúncias contra 137 criminosos que atuavam na região Norte do Estado

Ministério Público oferece denúncias contra 137 criminosos que atuavam na região Norte do Estado

Acusados fazem parte de grupos envolvidos com tráfico de drogas, estelionato, roubo e lavagem de dinheiro

Correio do Povo

Em uma das ações da Polícia Civil, um Chevrolet Camaro SS foi apreendido e transformado em viatura da Draco de Passo Fundo

publicidade

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco)-Núcleo Planalto, do Ministério Público do Rio Grande do Sul, ofereceu 23 denúncias contra 137 integrantes de organizações ou associações criminosas com atuação na região Norte do Estado. As peças acusatórias somadas chegam a mais de uma centena de crimes, destacando-se a formação de grupos para a exploração do tráfico de drogas, estelionato, roubo e lavagem de dinheiro.

Um dos destaques foi a atuação do Gaeco-Núcleo Planalto no âmbito da Operação Polis, deflagrada pela Polícia Civil para apurar o incremento patrimonial de criminosos dedicados à prática de estelionatos e lavagem de dinheiro. No período, o Ministério Público denunciou 59 pessoas, bem como ajuizou inúmeras cautelares para venda antecipada e gravame de bens dos autores, sempre com o pensamento final de ressarcir as vítimas dos danos.

Com relação a roubos e tráfico de drogas, o Ministério Público verificou que, das 78 pessoas denunciadas, grande parte possui ligação com a facção criminosa sediada na região do Vale do Rio do Sinos, ficando evidente a crescente atuação deste grupo criminoso na cidade de Passo Fundo e região.

Outras ações estão sendo desenvolvidas em conjunto com a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas (Draco) de Passo Fundo, visando descapitalizar os criminosos e retirar do convívio social os líderes dos grupos.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895