Morre cão farejador que atuou em Brumadinho

Morre cão farejador que atuou em Brumadinho

Barney atuava nas buscas de uma pessoa desaparecida em um rio no município de Içara, em Santa Catarina

Correio do Povo

Barney foi um dos cães que participaram em fevereiro passado das operações de resgate após o rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, em Minas Gerais

publicidade

O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina emitiu nota de pesar pela morte do cão farejador Barney quando atuava nas buscas de uma pessoa desaparecida em um rio no município de Içara na noite de sexta-feira. Ao farejar a possível vítima, o labrador submergiu na água e não retornou à superfície, levantando a suspeita de que tenha ficado preso no fundo do rio. Barney foi um dos cães que participaram em fevereiro passado das operações de resgate após o rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, em Minas Gerais, em 25 de janeiro deste ano. Conhecido em toda região da Serra Catarinense, o cão tinha como tutor e parceiro o soldado Luciano Rangel, do 5º Batalhão de Bombeiros Militar de SC, lotado em Lages. 

Alimentado com ração apropriada e suplementos, Barney praticava exercícios físicos, andava em esteira e fazia natação, além de receber os devidos cuidados veterinários. Ela era neto de Ice, o primeiro cão a atuar como salva-vidas em SC.

“Neste difícil momento, registramos nosso profundo pesar e lamentamos esta irreparável perda para o Sd BM Rangel, binômio, e toda a comunidade de cinotecnia do CBMSC”, diz a nota oficial do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, acrescentando que está sendo fornecido apoio psicológico aos envolvidos. O cão, após ser encontrado o corpo no rio, será cremado em um crematório para animais em São José.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895