MPF-RS abre investigação sobre gestão de hospital de Campo Bom

MPF-RS abre investigação sobre gestão de hospital de Campo Bom

Em março, seis pacientes morreram após um incidente com o sistema de distribuição de oxigênio na instituição

Stephany Sander

Hospital informou que tem respondido a todas as solicitações levantadas pelas autoridades

publicidade

O Ministério Público Federal (MPF) do Rio Grande do Sul confirmou, nesta quinta-feira, que está investigando a gestão do Hospital Lauro Reus, em Campo Bom. Segundo o órgão, a investigação é referente à gestão do hospital como um todo e não somente ao episódio do dia 19 de março, onde uma pane no sistema de distribuição de oxigênio ocasionou a morte de seis pacientes. 

Em nota, a casa de saúde informou que tem respondido a todas as solicitações levantadas pelo Ministério Público, Polícia Civil e Câmara de Vereadores, e continuará colaborando com as autoridades para que se esclareçam o mais rápido possível todos os fatos investigados. A instituição reforça que segue atendendo com o empenho e a dedicação de sempre às necessidades da população, tanto nos casos da Covid-19 quanto às demais patologias prestando total assistência e salvando vidas, que é o propósito de sua existência.

Enfatiza também o respeito e a admiração por seus profissionais, fornecedores, colaboradores e gestores públicos e da instituição, os quais têm mantido uma conduta voltada ao cuidado, à humanização e à assistência em saúde com a qualidade que a população de Campo Bom sempre reconheceu e merece. 

Já a prefeitura de Campo Bom afirmou que tem acompanhado e auxiliado todas as frentes de investigação: CPI da Câmara de Vereadores, Ministério Público Federal (MPF), Polícia Civil e a Sindicância interna do hospital, na qual há um membro integrante servidor da prefeitura. A administração municipal também destacou que, assim que finalizadas as investigações, tomará as devidas providências. 

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895