Pai e filho são presos ao esconder drogas em meio a alimentos desviados de vítimas das enchentes em Porto Alegre

Pai e filho são presos ao esconder drogas em meio a alimentos desviados de vítimas das enchentes em Porto Alegre

Prisões foram efetuadas durante ação do DENARC da Polícia Civil na tarde desta sexta-feira na Zona Sul de Porto Alegre

Guilherme Sperafico

Drogas estavam em meio a alimentos doados para desabrigados

publicidade

Enquanto milhares de voluntários de todo o Estado e, também, de outros locais do Brasil, se unem para auxiliar as vítimas das chuvas no Rio Grande do Sul, alguns criminosos tentam se aproveitar do momento de solidariedade para cometer seus crimes. Entretanto, na tarde desta sexta-feira, pai e filho foram presos ao tentar infiltrar drogas entre alimentos que seriam doados.

As prisões foram efetuadas pela Polícia Civil, através da 1ª Delegacia de Investigação do Narcotráfico do Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico (DIN/DENARC). Os dois homens foram presos em flagrante no bairro Belém Velho, na Zona Sul de Porto Alegre

Conforme o titular da 1 ª DIN/DENARC, delegado Gabriel Borges, o trabalho iniciou a partir do recebimento de denúncias de que um homem, que há 4 meses havia sido preso em flagrante por tráfico de drogas no local da denúncia, havia voltado ao endereço e continuava a traficar no mesmo local.

Diligências passaram a ser realizadas, os policiais monitoram o imóvel e confirmaram a veracidade da denúncia. No momento em que esse homem saía do imóvel, ele foi abordado e preso com porções de cocaína.

Durante buscas no interior da residência foram localizadas mais de 230 porções de cocaína prontas para a venda. O pai do indivíduo abordado, que também reside no local, foi preso em flagrante, pois admitiu que sabia e auxiliava a atividade ilícita.

O que mais chamou a atenção da equipe policial é que, junto dos entorpecentes, havia várias porções de alimentos que estão sendo distribuídas para desabrigados e pessoas atingidas pelas enchentes. Os donativos estavam, inclusive com a data que coincide com a ação policial, ou seja, foram produzidas no dia. A apuração policial indica que os dois presos se aproveitaram da situação de calamidade para desviar itens que deveriam ser destinados a quem realmente necessita.

Os dois homens, ambos com antecedentes criminais, foram presos em flagrante pelo crime de tráfico de drogas e associação para o tráfico. “Além da atividade de narcotráfico realizada em família, os presos revelam ainda mais desvalor social e moral ao desviar alimentos destinados a pessoas que realmente necessitam, diante da calamidade enfrentada pela sociedade gaúcha”, afirma Borges.

Segundo o delegado, a investigação prossegue para responsabilizar os membros da organização criminosa que atua na região.


Mais Lidas





Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895