PM é morto e BM amplia cerco a assaltantes em Campina das Missões

PM é morto e BM amplia cerco a assaltantes em Campina das Missões

Fabiano Heck Lunkes morreu em confronto com criminosos que atacaram banco

Correio do Povo

Quadrilha atacou o Banco do Brasil no dia 24 de abril em Porto Xavier

publicidade

A Brigada Militar intensificou o cerco à quadrilha de assaltantes de banco na localidade de Linha Primeiro de Março, em Campina das Missões, no Noroeste do Rio Grande do Sul, após a morte de um policial militar durante confronto na madrugada desta quinta-feira. O soldado Fabiano Heck Lunkes, 34 anos, da BM de Cerro Largo, do Comando Regional de Polícia Ostensiva Missões, foi atingido por um tiro que atravessou o colete balístico durante o tiroteio ocorrido em torno das 3h45min.

Ferido gravemente no tórax, o policial militar foi socorrido mas não resistiu. Os criminosos, que pretendiam abandonar o matagal, retornaram para dentro da mata. Os moradores da área estão sendo orientados para que permaneçam dentro das residências ou que tenham cuidado ao movimentarem-se externamente. 

A quadrilha havia atacado o Banco do Brasil no início da tarde de quarta-feira na área central de Porto Xavier. Há a suspeita de que o grupo seja formado por quatro ou cinco assaltantes fortemente armados e disfarçados com toucas ninjas. Durante o ataque à agência bancária, eles mantiveram reféns como "escudo humano", usando o método chamado pela Polícia Civil como "Novo Cangaço". Houve perseguição policial e confronto na região de Campina das Missões após a fuga dos criminosos. O local foi então cercado pelo efetivo da BM. Um forte aparato policial foi montado nesta manhã de sexta-feira. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895