Polícia Civil realiza ronda ostensiva junto às pontes do Guaíba e da Rodoviária de Porto Alegre

Polícia Civil realiza ronda ostensiva junto às pontes do Guaíba e da Rodoviária de Porto Alegre

Atuação das equipes da Central de Volantes também deve auxiliar investigação sobre apedrejamentos de veículos na BR 290

Correio do Povo

Passarelas na rodovia foram um dos alvos

publicidade

Agentes da Central de Volantes da Polícia Civil realizaram na noite de quarta-feira um trabalho de prevenção com rondas ostensivas nas imediações das pontes do Guaíba e da Estação Rodoviária, em Porto Alegre. Além de coibir delitos praticados na região, o objetivo da ação policial é abordar e identificar suspeitos.

A atuação das equipes da Central de Volantes também pode auxiliar nas investigações do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, através da 5ª Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa (5ª DPHPP), que apura o caso da mulher morta por um paralelepípedo arremessado contra o para-brisa do veículo na BR 290, junto da ponte do Guaíba. Outros dois motoristas relataram terem sido alvo de pedradas no trecho na mesma noite de sábado passado.

Durante as rondas, um indivíduo, de 32 anos de idade, natural de São Jerônimo, com antecedentes pela prática de delitos de roubo, furto e tráfico de drogas, foragido da justiça, foi capturado. Após providências legais adotadas na 2ª Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (2ª DPPA), o foragido foi encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça. As informações obtidas com o indivíduo estão sendo repassadas à 2ª DPHPP, chefiada pela delegada Roberta Bertoldo.

“Destaca-se, nesse sentido, a efetividade dos serviços prestados pela Central de Volantes não só através do atendimento qualificado dos locais de crime e investigação preliminar, como também pelo seu serviço de rondas ostensivas que seguirá na localidade”, destacou a Polícia Civil em nota oficial divulgada na manhã desta quinta-feira.

A vítima, Munike Fernandes Krischke, 45 anos, era passageira no Honda WRV conduzido pelo marido. Residente no bairro Sarandi, o casal deslocava-se para jantar em um restaurante na Zona Sul de Porto Alegre, em comemoração ao Dia dos Namorados, na noite de sábado passado.

O automóvel foi apedrejado ao passar pela ponte do Guaíba. Ferida gravemente pela pedra que atingiu a vítima dentro do carro, ela foi levada pelo marido ao Hospital de Pronto Socorro (HPS), mas não resistiu e faleceu durante atendimento médico.

 


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895