Polícia continua investigando gaúcho envolvido num assalto em Passo de Torres

Polícia continua investigando gaúcho envolvido num assalto em Passo de Torres

Sem envolvimento com atos ilícitos, vítima de assalto teve pertences roubados

Correio do Povo

publicidade

A Polícia continua investigando um gaúcho envolvido em um assalto, na noite do último domingo, em Passo de Torres, Santa Catarina. Segundo a reportagem do Correio do Povo apurou, o motorista de um Jeep Compass, que foi atacado por dois assaltantes não tinha nenhuma dívida com uma facção criminosa gaúcha, conforme havia sido dito por um dos criminosos na última segunda-feira. Trata-se de uma pessoa sem nenhum envolvimento com o ilícito. Além do veículo, a vítima teve ainda pertences roubados em seu apartamento após o sequestro relâmpago ter ocorrido na rua Antônio José Scheffer.

A mobilização da Polícia Militar de Santa Catarina em Passo de Torres e da Brigada Militar, através do 2º Batalhão de Policiamento de Áreas Turísticas (2°BPAT), em Torres, possibilitou a prisão da dupla criminosa e a recuperação da caminhonete da vítima. O veículo foi localizado abandonado na Lagoa do Violão, em Torres.

 Após o crime, os bandidos foram vistos em uma lancheria de um posto de combustíveis de Torres, em atitude suspeita. 

Eles embarcaram em um veículo de aplicativo que deixou-os em uma residência na praia Rosa do Mar, em Passo de Torres. Os policiais militares foram então, já na madrugada de segunda-feira, no endereço indicado, sendo presos os criminosos. Houve a apreensão de dinheiro, porções de maconha e uma balança de precisão, além de um revólver calibre 32 com munição, no local. Parte dos pertences da vítima foram encontrados. Já a Justiça concedeu liberdade provisória a um dos acusados de participar do crime.

Segundo o delegado André Coltro, da DP de Passo de Torres, o cúmplice do assaltante teve a prisão preventiva decretada e ficará recolhido em um presídio catarinense.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895