Polícia Federal investiga evasão de divisas, câmbio ilegal e lavagem de dinheiro na fronteira do RS

Polícia Federal investiga evasão de divisas, câmbio ilegal e lavagem de dinheiro na fronteira do RS

Grupo criminoso foi responsável pela remessa de R$ 60 milhões para o Uruguai nos últimos cinco anos

Correio do Povo

Sete ordens judiciais foram cumpridas em Santana do Livramento

publicidade

A Polícia Federal de Santana do Livramento desencadeou na manhã desta terça-feira a operação Hora da Ceifa com o objetivo de desarticular um grupo especializado na prática de evasão de divisas, câmbio ilegal e lavagem de dinheiro na fronteira do Rio Grande do Sul.

Houve o cumprimento de cinco mandados de busca e apreensão e de outros dois de prisão temporária, além de bloqueio de contas bancárias, indisponibilidade de bens imóveis, sequestro e arresto de veículos.

As medidas foram expedidas pela 22ª Vara Criminal da Justiça Federal em Porto Alegre. Na ação, um brasileiro, de 46 anos, e um uruguaio, de 52 anos, foram presos. Os policiais federais apreenderam dois revólveres com 25 munições, além de dois cartuchos de fuzil calibre 7,62.

A investigação da Polícia Federal apurou que o núcleo da organização criminosa está localizado em Santana do Livramento, na fronteira com a cidade de Rivera, no Uruguai. O líder do esquema seria um cidadão uruguaio, que atuaria como doleiro.

Já um grupo de pessoas físicas residentes na região é investigado por receber em suas contas bancárias valores oriundos das mais diferentes regiões do país, seguida da evasão dos recursos ao escritório do doleiro, localizado em Rivera.

Pelo apurado até o momento, o grupo criminoso foi responsável pela evasão de ao menos R$ 60 milhões do Brasil para o Uruguai nos últimos cinco anos. Os valores movimentados pelos envolvidos, porém, podem ser muito maiores, visto que existem indicativos de que a prática criminosa contra o Sistema Financeiro Nacional ocorra desde 2011.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895