Quadrilha de roubo de carros em revendas é alvo de operação em Porto Alegre

Quadrilha de roubo de carros em revendas é alvo de operação em Porto Alegre

Em três ataques na Capital, os criminosos causaram prejuízo de R$ 700 mil

Correio do Povo

Quadrilha especializada em roubos de veículos de revendas foi alvo de operação

publicidade

Uma quadrilha especializada em roubos de veículos de revendas de Porto Alegre foi alvo nesta quarta-feira de uma operação da Polícia Civil. A investigação é da Delegacia de Roubo de Veículos (DRV) do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), sob comando do delegado Rafael Liedtke. Em três ataques, o grupo criminoso causou um prejuízo de cerca de R$ 700 mil.

Um segundo grupo de assaltantes, que age roubando carros na Capital, também foi desarticulado. Após constante troca de informações com a Brigada Militar, os policiais civis verificaram que os suspeitos atuavam em vários bairros da cidade, dia e noite, sempre mediante o emprego de armas de fogo.

Houve o cumprimento de 16 ordens judiciais, sendo oito mandados de prisão temporária e outros oito mandados de busca e apreensão em Porto Alegre, Alvorada, Viamão, Gravataí, Guaíba, Encruzilhada do Sul e Pareci Novo. Dez prisões foram efetuadas. Uma arma, munições e vários telefones celulares foram recolhidos.

Suspeitos foram presos nesta quarta-feira / Foto: Ricardo Giusti 

 

 

Investigação iniciada em 2020

Em relação à quadrilha especializada, estão sendo investigados dos crimes de associação criminosa armada, roubos de veículos, porte ilegal de armas de fogo, receptações de carros roubados e adulteração de sinais identificadores. O trabalho policial começou há mais de um ano, sendo apurada a existência de um grupo criminoso que roubava veículos à venda em revendas situadas na Capital.

A primeira ocorrência registrada é de 26 de novembro de 2020, quando pelo menos quatro assaltantes armados com pistolas invadiram um estabelecimento comercial situado na avenida Sertório. Os funcionários foram amarrados.

Mandados foram cumpridos em sete cidades do RS / Foto: Ricardo Giusti 

Os bandidos levaram um Toyota Corolla, Renault Duster e Ford Fiesta do local, além de dinheiro, telefones celulares, relógios, notebook, cartões de crédito e demais pertences pessoais das vítimas.

Já em fevereiro de 2021, a mesma quadrilha atacou uma outra revenda, desta vez localizada no bairro Santana. Os empregados foram igualmente amarrados e tiveram de entregar os pertences. Na fuga, um deles foi inclusive mantido refém, sendo solto na avenida Assis Brasil.

No mesmo mês de fevereiro de 2021, os ladrões invadiram um outro estabelecimento na avenida Assis Brasil. Com o mesmo método de contenção e imobilização dos funcionários, a quadrilha se apossou de dois Jeep Renegade, uma Fiat Toro e uma Fiat Doblo, bem como dinheiro e pertences das vítimas, como celulares, notebooks, relógios, alianças, entre outros. Os responsáveis pelos crimes foram identificados, mas o Poder Judiciário indeferiu os pedidos de prisão apesar de parecer favorável do Ministério Público do Rio Grande do Sul.

 

Durante a operação na manhã desta quarta-feira, os agentes da DRV aproveitaram para cumprir sete mandados de prisões temporárias de suspeitos que agem roubando carros na Capital. Após constante troca de informações com a Brigada Militar, os policiais civis verificaram que os indivíduos atuavam em vários bairros da cidade, dia e noite, sempre mediante o emprego de armas de fogo.

Os dez presos possuem antecedentes de roubos de veículos, receptações de carros roubados, adulteração de sinais veiculares identificadores, tráfico de drogas, homicídio qualificado tentado e porte ilegal de armas de fogo. A operação, que contou com o apoio do Grupo de Roubo de Veículos da Brigada Militar, mobilizou em torno de 70 policiais civis e militares. 

Dez presos possuem antecedentes por roubos de carro / Foto: Ricardo Giusti 


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895