Sobrevivente da tentativa de chacina em Vale Real morre em hospital de Caxias do Sul

Sobrevivente da tentativa de chacina em Vale Real morre em hospital de Caxias do Sul

Jovem de 20 anos seria o principal alvo dos pistoleiros que mataram ainda o padastro dele e feriram a mãe e a namorada

Correio do Povo

publicidade

Suspeito de ser o principal alvo da tentativa de chacina em Vale Real, um jovem de 20 anos não resistiu aos graves ferimentos e morreu no final da noite de domingo no Hospital Pompeia, em Caxias do Sul. O crime ocorreu na madrugada de sexta-feira passada quando foi invadida a residência da família na rua Pedro Mello, no bairro Vila Nova, região do Britador, perto da ERS 452. Além de balearem a vítima que sobreviveu então, uma dupla de pistoleiros matou o padrasto do rapaz, de 37 anos, no local.

A mãe do jovem, de 38 anos, e a namorada dele, de 17 anos, também foram atingidos por tiros de pistolas de calibre 9 milímetros e ficaram feridas, sendo socorridas e hospitalizadas. Uma outra filha do casal, de 19 anos, escapou ilesa. Os atiradores fugiram em um veículo não identificado que ficou estacionado próximo da rodovia.

A ocorrência mobilizou a Brigada Militar e a Polícia Civil. O titular da DP de Vale Real, delegado Paulo Gilberto Baladão, já havia declarado antes que o jovem seria o principal alvo dos atiradores e que o crime estaria relacionado ao tráfico de drogas. Uma eventual ligação do caso com um homicídio ocorrido na noite de 12 de maio passado está sendo apurada entre outras diligências dentro do trabalho de investigação. Naquela data, um jovem de 25 anos foi executado e outro de 23 anos ficou gravemente ferido após serem baleados em uma parada de ônibus situada na esquina das ruas Maximiliano Krewer e Paris, no bairro Canto Krewer. Os tiros vieram de ocupantes de um veículo não identificado que passou pelo local.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895