Três gaúchos estão entre presos em rinha de pitbulls em São Paulo

Três gaúchos estão entre presos em rinha de pitbulls em São Paulo

Dois homens são da cidade de Rio Grande e um é de Pelotas

Correio do Povo

Animais foram resgatados com muitos ferimentos e, alguns, mortos

publicidade

Com informações de Angélica Silveira

A vereadora de Pelotas Cristina Oliveira (PDT) confirmou nesta quarta-feira que três dos 41 detidos no caso de rinha de pitbulls em Mairiporã, na Grande São Paulo, são gaúchos. Dois da cidade de Rio Grande e um de Pelotas. "O pelotense inclusive já havia sido preso anteriormente pelo mesmo crime na cidade, aonde colocou cães pra rinha", observa a parlamentar do município. Todos acabaram soltos mediante pagamento de fiança, após o juiz Andre Luiz da Silva da Cunha pontuar "os fatos não são graves a ponto de justificar a decretação da prisão preventiva" de 40 dos presos – apenas o organizador do evento, apontado treinador, permanece detido. 

Ele seria responsável por transportar os animais do Paraná para São Paulo. Na ação foram resgatados 19 animais, dos quais muitos estavam extremamente machucados e alguns mortos. Havia ainda carne de cachorro servido como churrasco aos participantes do evento clandestino, que se iniciou no dia 12 e iria se encerrar no dia 19.

Na terça-feira, uma ação policial na casa do treinador no bairro Guatupê da cidade paranaense de São José dos Pinhais, resultou no recolhimento de mais cinco cães da raça pitbull que estavam amarrados com correntes curtas, sem água nem comida na casa do suspeito. Os animais foram encontrados em situação de maus-tratos. Dois deles apresentavam marca de violência no focinho, indicando que poderiam já ter participado da rinha.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895