Aras se encontra fora da agenda com ministro da Defesa e comandantes das Forças Armadas

Aras se encontra fora da agenda com ministro da Defesa e comandantes das Forças Armadas

Reunião ocorreu um dia após operação da Polícia Federal contra empresários que supostamente defenderam golpe de Estado

R7

Aras nega ter feito comentários sobre vídeo de reunião ministerial

publicidade

O procurador-geral da República, Augusto Aras, reuniu-se, nesta quarta-feira, com o ministro da Defesa, Paulo Sérgio, e com os comandantes das Forças Armadas. A reunião aconteceu um dia após uma operação da Polícia Federal, autorizada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), contra empresários que falaram em golpe de Estado caso Jair Bolsonaro (PL) perca as eleições deste ano.

O encontro ocorreu fora da agenda do chefe do Ministério Público Federal e foi divulgado na agenda do titular da Defesa. A reunião com o comandante do Exército, general Freire Gomes, com o almirante de Esquadra Almir Garnier, comandante da Marinha, e com o tenente-brigadeiro do ar Baptista Júnior, comandante da Aeronáutica, ocorreu na sede do Ministério da Defesa, na Esplanada dos Ministérios. De acordo com a PGR, o tema da conversa foi o papel das instituições.

Aras trocou conversas com os investigados por meio do WhatsApp. O conteúdo foi obtido pela Polícia Federal e será colocado à disposição do Supremo. Em nota, o procurador-geral da República afirmou que não foi notificado com antecedência sobre a ação policial.

No entanto, o ministro do STF Alexandre de Moraes tornou público um documento assinado por um servidor do Supremo destacando que a PGR informou ter sido avisada um dia antes do cumprimento de mandados de busca e apreensão. 


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895