Bolsonaro apoia "capacidade de Decotelli para liderar MEC"

Bolsonaro apoia "capacidade de Decotelli para liderar MEC"

Presidente defendeu indicado para a Educação em meio a denúncias de fraude no seu currículo

Por
R7

Denúncias ocorreram logo após Bolsonaro informar nomeação


publicidade

O presidente Jair Bolsonaro foi às redes sociais nesta segunda-feira para demonstrar apoio a Carlos Decotelli, nomeado como ministro da Educação na semana passada. Em meio às acusações de fraude no currículo do novo titular da pasta, o mandatário escreveu que seu escolhido tem “capacidade para construir uma Educação inclusiva e de oportunidade para todos”.

A posse de Decotelli aconteceria nesta terça, mas foi adiada para que o governo tenha tempo para decidir se ele assumirá mesmo a pasta. O novo ministro se reuniu nesta segunda com o presidente para dar explicações sobre sua vida acadêmica e disse que continua ministro.

Em seu post na rede social, Bolsonaro ainda declarou: "Desde que anunciei o Professor Decotelli para ministro da Educação só recebi mensagens de trabalho e honradez”. Acrescentou ainda que “por inadequações curriculares o professor vem enfrentando deslegitimação para o ministério. O sr. Decotelli não pretende ser um problema para sua pasta (Governo), bem como está ciente de seu equívoco”.


Após as denúncias de que não teria doutorado em administração em Rosário e nem pós-doutorado na Alemanha, Decotelli editou seu currículo, retirando as informações.