CPI da Covid-19 define cronograma de junho; veja quem são os próximos a depor

CPI da Covid-19 define cronograma de junho; veja quem são os próximos a depor

Em junho, estão previstos os depoimentos de três governadores, além do ex-governador do Rio Wilson Witzel

R7

Próximos depoimentos da CPI da Covid já estão com cronograma definido

publicidade

Os próximos depoimentos da CPI da Covid, no Senado, já estão previstos em cronograma definido após acordo entre os membros da comissão. A convocação de nove governadores, uma vice-governadora, um ex-governador e outros sete nomes foi aprovada em votação na quarta-feira. 

Na próxima terça-feira, 1° de junho, será o depoimento da médica oncologista e imunologista Nise Yamaguchi, defensora do uso da cloroquina no tratamento de pacientes com Covid-19. A médica está como convidada e não convocada. No dia seguinte, na quarta-feira, haverá debate técnico com especialistas.

A presidente da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Nísia Trindade, participa na próxima terça-feira. O ex-secretário executivo do Ministério da Saúde, Élcio Franco, está com o depoimento agendado para quarta-feira (9). Braço direito do ex-ministro Eduardo Pazuello, ele estava previsto para depor nesta quinta-feira (27), mas foi adiada após informar que ainda se recuperava dos efeitos da covid-19, diagnosticada  no dia 3 de maio.

No dia seguinte, na quinta-feira (10) será a vez de Marcos Eraldo Arnoud Marques, conhecido como Markinhos Show, responsável pela estratégia de marketing do Ministério da Saúde durante a gestão de Pazuello. Na sexta-feira (11), o médico sanitarista e ex-presidente da Anvisa e Fiocruz, Cláudio Maierovitch, e a microbiologista e pesquisadora da USP Nathália Pasternak. 

Secretários, governadores e empresários 

A partir do dia 15, começam os depoimentos de secretários, governadores e empresários. Nesta data, participa o secretário de Saúde do Amazonas, Marcellus Campêllo. No dia seguinte, na quarta-feira (16), está previsto o ex-governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel. 

O empresário Carlos Wizard vai depor na quinta-feira (17). Ele foi citado como conselheiro do governo em assuntos ligados à pandemia pelo ex-ministro Eduardo Pazuello. Wizard chegou a ser cotado como secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, em 2020. Outro citado como integrante do grupo que estaria assessorando o governo em assuntos sobre a pandemia, Filipe Martins, assessor da Presidência da República para assuntos internacionais, está previsto para depois na terça-feira (22). 

Na quarta (23), será o depoimento do presidente do Instituto Gamaleya, que produz a vacina Sputnik, por videoconferência. Na sequência, na quinta-feira (24) será a vez da convidada Jurema Werneck, representante do Movimento Alerta. 

O governador do Amazonas, Wilson LIma, será o primeiro chefe do executivo estadual a depor, no dia 29 de junho. Helder Barbalho, governador do Pará, está marcado para a quarta-feira (30). E Wellington Dias (PT), governador do Piauí, participa na quinta-feira, dia 1º de julho.  

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895