Deputada Carla Zambelli depõe à PF no inquérito das "fake news"

Deputada Carla Zambelli depõe à PF no inquérito das "fake news"

Operação, que investiga ofensas e ameaças a integrantes do STF, teve como alvo pessoas ligadas ao Bolsonaro

Por
R7

Zambelli divulgou nota afirmando que seus advogados não tiveram acesso ao conteúdo das investigações


publicidade

A deputada federal, Carla Zambelli (PSL-SP) presta depoimento na tarde desta quinta-feira à Polícia Federal no inquérito das "fake news", que investiga ofensas e ameaças a integrantes do STF (Supremo Tribunal Federal).

A oitiva começou pouco depois das 14h na sede da Polícia Federal, em Brasília, e faz parte de uma série que a corporação realiza após a operação do dia 27 de maio, autorizada pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF, e que teve 29 mandados de busca e apreensão. Entre o alvo estão diversos aliados do presidente Jair Bolsonaro e que estariam ligados ao suposto "gabinete do ódio", estrutura que seria responsável por produzir material com informações falsas.

Zambelli, que também é aliada de Bolsonaro, divulgou nota afirmando que seus advogados não tiveram acesso ao conteúdo das investigações e que, por esse motivo, a duração de seu depoimento deve ser "curta". 


O ministro Alexandre de Moraes, relator do inquérito no STF, afirma que garantiu às defesas dos investigados o acesso aos autos por meio de despachos publicados na sexta e na segunda-feira e que a consulta se dará mediante agendamento. O processo corre em sigilo.