Flávio Bolsonaro critica investigação do MP

Flávio Bolsonaro critica investigação do MP

Senador eleito afirmou que não tem o que esconder e aguarda STF definir foro

Correio do Povo

Flávio Bolsonaro concedeu entrevista

publicidade

O senador eleito pelo Rio de Janeiro Flávio Bolsonaro, em entrevista exclusiva à Record TV nesta sexta-feira, criticou o Ministério Público do Rio por conta da investigação que envolve movimentações financeiras de seu ex-assessor, Fabrício Queiroz – que foi suspensa na quinta, pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Conforme ele, seu sigilo bancário foi quebrado de maneira ilegal.

“Quando tive acesso aos autos, descobri que o MP estava me investigando ocultamente desde meados do ano passado e utilizando vários atos ilegais. Meu sigilo bancário foi quebrado sem a devida autorização judicial”, afirmou. “Sequer o MP buscou a jurisdição competente para ter a autorização para fazer isso.”

Para ele, o pedido ao STF para suspender a investigação é para que seja definido qual foro que deve investigá-lo. “É o que o MP deveria ter feito. Não tenho nada para esconder de ninguém. Onde o STF determinar que tenho que ir para fazer os esclarecimentos, eu vou”, afirmou. “Não tenho nada a esconder.”

Sobre seu ex-assessor, Flávio Bolsonaro reiterou que não tem responsabilidade sobre terceiros. O senador eleito disse que vê “exploração em torno” da investigação sobre Queiroz. “Não tenho culpa se o cara teve um câncer e precisou fazer uma cirurgia”, disse ele, que contou que não teve mais contato com Queiroz. “Se falar com ele, ainda vão dizer que estou combinando versões.”


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895