Governo adia posse de Queiroga na Saúde uma semana após o anúncio

Governo adia posse de Queiroga na Saúde uma semana após o anúncio

Nome do novo ministro, que passa por espécie de treinamento com Eduardo Pazuello, surgiu na segunda-feira passada

R7

Queiroga passa por uma transição cautelosa, ordenada por Bolsonaro

publicidade

O novo ministro da Saúde, o cardiologista Marcelo Queiroga, deverá tomar posse no cargo na tarde da próxima quarta-feira ou, no máximo, quinta-feira. A expectativa era de que o presidente Jair Bolsonaro comandasse a cerimônia de transmissão de cargo de Eduardo Pazuello, atual ministro, para Queiroga no começo dessa semana – plano que foi adiado.

A principal justificativa é a possível nomeação de Pazuello para outro ministério, o que ainda é guardado em segredo tanto pelo atual chefe da Saúde -- nem mesmo os assessores de sua estrita confiança sabem qual o posto em que seria alocado. O anúncio de Queiroga à frente da Saúde ocorreu há exatamente uma semana, no dia 15 de março.

Embora já tenha viajado e participado de cerimônias oficiais de ministros, como a entrega das primeiras 500 mil doses de vacinas de Oxford na última quarta-feira na Fiocruz, Queiroga passa por uma transição cautelosa, ordenada por Bolsonaro. A mudança da gestão iria durar até 10 dias, conforme o blog Christina Lemos apurou. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895