Guedes descarta envio de PEC ao Congresso para reforma tributária

Guedes descarta envio de PEC ao Congresso para reforma tributária

Sugestões do governo serão inclusas em texto para tramitação conjunta

Agência Brasil

"É tolice mandar outra PEC para tumultuar o jogo", afirmou o ministro

publicidade

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta quarta-feira que o governo não vai enviar uma nova proposta de emenda à Constituição (PEC) para reforma tributária ao Congresso. O que se pretende é incluir as sugestões do governo no texto que será elaborado por uma comissão especial, com a junção das PECs em tramitação na Câmara dos Deputados e no Senado.

Mais cedo, os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre, e da Câmara, Rodrigo Maia, informaram que no dia seguinte será criada a comissão mista, formada por 15 senadores e 15 deputados, para conciliar os dois textos em tramitação. A comissão vai funcionar durante o recesso parlamentar.

"É tolice mandar (para o Congresso) outra PEC para tumultuar o jogo. Temos nosso conteúdo, que já estava pronto para ser disparado", anunciou Guedes. O ministro disse que a proposta do governo para a reforma tributária foi reconfigurada após a saída de Marcos Cintra da Secretaria da Receita Federal. Ele foi exonerado depois de defender a criação de um imposto semelhante à extinta Contribuição Provisória Sobre Movimentação Financeira (CPMF). Na época, o presidente Jair Bolsonaro descartou a criação da CPMF.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895