Ibsen Pinheiro é velado na Assembleia Legislativa neste sábado
capa

Ibsen Pinheiro é velado na Assembleia Legislativa neste sábado

Aos 84 anos, o político e dirigente do Inter morreu na noite desta sexta-feira

Por
Samantha Klein

Além de político, Ibsen era jurista, jornalista e dirigente de futebol

publicidade

O corpo do ex-deputado Ibsen Pinheiro será velado das 9h as 16h deste sábado na Assembleia Legislativa. Ex-presidente da Câmara dos Deputados durante o processo de impeachment do ex-presidente Collor, o político e jornalista receberá homenagens de familiares, amigos e simpatizantes no Salão Júlio de Castilhos.

Gaúcho de São Borja, Ibsen nasceu em 5 de julho de 1935. Ele realizava um tratamento de saúde no hospital Dom Vicente Scherer, na Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, quando teve uma parada cardiorrespiratória. Ibsen morreu por volta das 21h dessa sexta-feira. 

O político foi um dos mais influentes quadros do MDB do Rio Grande do Sul e ainda militava pelo partido. Ibsen foi deputado federal por quatro mandatos, entre 1983 e 2011. Foi deputado constituinte e presidiu a Câmara dos Deputados durante o processo de impedimento do ex-presidente Fernando Collor de Mello em 1992. Foi também presidente do PMDB do Estado, deputado estadual e vereador. 

Além da trajetória na política e no jornalismo, Ibsen foi dirigente do Sport Club Internacional. Jurista, o político ainda foi procurador de Justiça, promotor e advogado. 

 

Repercussão 

Entre as personalidades que manifestaram pesar pela morte, o presidente da Câmara Rodrigo Maia disse que aprendeu muito com o político. "Com muita tristeza recebo a notícia da morte do ex-presidente da Câmara, deputado Ibsen Pinheiro. Ele presidiu a Casa com muita seriedade, num dos momentos mais importantes da democracia brasileira". O presidente nacional do MDB, Baleia Rossi, assina nota oficial do partido, lamentando a morte do emedebista histórico.

O ex-governador Tarso Genro também homenageou o político. "Faleceu Ibsen Pinheiro, homem do diálogo, da inteligência e da cordialidade. Que descanse em paz!", escreveu. No mesmo sentido, o senador Paulo Paim (PT) lembrou também da trajetória de Ibsen como homem do futebol. "Minhas sinceras condolências e solidariedade aos familiares e amigos  do ex-presidente da Câmara dos Deputados Ibsen Pinheiro. Sua trajetória de homem público e desportista é digna de nossos aplausos. Vida longa aos seus ideais."

O governador Eduardo Leite decretou três dias de luto oficial. No Twitter, escreveu "recebi com tristeza a notícia do falecimento do deputado Ibsen Pinheiro. Ibsen foi homem público incansável na luta por um país melhor. Sua trajetória política, marcada pelo diálogo e pelo respeito, deixa grande legado ao Brasil. Informo q decretarei luto oficial por 3 dias no RS".

O Ministério Público emitiu nota oficial. “O MPRS lamenta, com extremo pesar, o falecimento do procurador de Justiça aposentado e ex-deputado federal Ibsen Pinheiro, que exerceu importante papel na construção do Ministério Público como instituição permanente e indispensável à democracia”, manifestou-se.