Jereissati desiste de concorrer à presidência do Senado; Renan diz que está otimista
capa

Jereissati desiste de concorrer à presidência do Senado; Renan diz que está otimista

Senador tucano decidiu apoiar Davi Alcolumbre (DEM), principal adversário do emedebista

Por
AE

Senador tucano decidiu apoiar Davi Alcolumbre (DEM)


publicidade

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) confirmou nesta sexta-feira que não disputará mais a presidência do Senado. Mais cedo, o senador Alvaro Dias (PODE-PR) havia informado que o tucano retiraria sua candidatura, mas que ele manteria a sua. Tasso afirmou que da quinta-feira para esta sexta um "espetáculo deprimente" se estabeleceu no Senado. "E eu não vou participar disso", afirmou o senador.

O tucano sinalizou ainda que deve apoiar a candidatura de Davi Alcolumbre (DEM-AP), que é um dos adversários do senador Renan Calheiros (MDB-AL) na disputa pela presidência da casa. Mais cedo, Alvaro Dias também havia afirmado que o senador Esperidião Amin (PP-SC) manteria sua candidatura à presidência do Senado.

O emedebista Renan Calheiros, ao deixar seu gabinete, disse que tem como "defeito" justamente o fato de ele ser otimista. "Estou otimista, sou otimista. É um defeito", afirmou. Na chegada ao Plenário, Renan cumprimentou com dois beijos a senadora Simone Tebet (MDB-MS), que foi derrotada por ele na disputa pela indicação da bancada.