Juíza nega desbloqueio de R$ 111 mil de Michel Temer

Juíza nega desbloqueio de R$ 111 mil de Michel Temer

Caroline Figueiredo afirmou que os gastos do emedebista representam um "padrão muito acima da média da vida brasileira"

AE

Ex-presidente foi preso duas vezes pela Lava Jato e solto pelo desembargador Ivan Athié e STF

publicidade

Ao rejeitar o desbloqueio de R$ 111 mil reais mensais pedido pela defesa do ex-presidente Michel Temer, a juíza da 7.ª Vara Federal Criminal do Rio, Caroline Figueiredo, afirmou que os gastos do emedebista representam um "padrão muito acima da média da vida brasileira". A decisão foi tomada na quinta-feira, no mesmo dia em que Temer se apresentou para o cumprimento de prisão preventiva, a segunda na Operação Descontaminação, braço da Lava Jato no Rio.

Contra Temer recai um bloqueio de até R$ 62 milhões, que atingiu R$ 8,2 milhões de contas do emedebista. O ex-presidente apresentou à Justiça no dia 9 de abril um detalhamento de seus gastos mensais, de R$ 96.766,31 em média. Entre os pagamentos estão R$ 500 com clube, R$ 9 mil com funcionários, R$ 1,5 mil com diarista, R$ 13 mil com cartões de crédito do ex-presidente e sua mulher, Marcela, e outros débitos que chegariam a R$ 51,9 mil.

Leia mais sobre Michel Temer

Quando fez o pedido de desbloqueio, a defesa de Temer argumentou que os valores "não tem como escopo o custeio/manutenção de despesas com luxos e, portanto, supérfluas" e eram para "despesas fixas mensais".


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895