Lira rebate críticas de Lula: "Falar de mim sem me conhecer é má-fé"

Lira rebate críticas de Lula: "Falar de mim sem me conhecer é má-fé"

O ex-presidente comparou deputado ao imperador do Japão; o petista tem criticado a distribuição de emendas ao Orçamento

R7

Lira se manifestou sobre o tema nesta terça-feira

publicidade

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), rebateu, nesta terça-feira, as críticas que do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre a gestão do Orçamento e sobre o debate do semipresidencialismo. Em evento nesta terça, Lula disse que se a oposição não eleger uma maioria de deputados, Lira irá continuar com "poder imperial" e que está querendo criar o semipresidencialismo, para agir como o imperador do Japão.  

"Ele falar de semipresidencialismo é uma grosseria, uma desinformação. Ele não pode pautar, antes de ser eleito ou não, o que esse Congresso vai debater. Falar de semipresidencialismo como golpe é desconhecimento. Falar de mim sem me conhecer é má-fé".

Em pré-campanha à presidência, o ex-presidente Lula tem criticado o chamado "Orçamento Secreto" e as emendas de relator. "Dizer que o Congresso não pode legislar sobre Orçamento, só quem vem com intenção de fazer ditadura no Brasil, de fazer sistemas totalitários. No Congresso, são 513 deputados e 81 senadores que conhecem o Brasil mais do que os ministros", disse Lira. 

Veja Também


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895