Lula defende "moeda de comércio exterior" como alternativa ao dólar e novos países no Brics

Lula defende "moeda de comércio exterior" como alternativa ao dólar e novos países no Brics

Presidente afirma que dolarização enfraquece o real

AE

publicidade

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta terça-feira que defende a criação de uma moeda para negócios entre Brasil e China como alternativa ao dólar. Lula está em Joanesburgo, na África do Sul, onde participa da reunião de Cúpula dos Brics.

"Por que, se eu faço negócio com a China, preciso ter dólar? O Brasil e a China têm tamanho suficiente para fazer negócio na sua moeda ou em outra unidade de conta que a gente possa fazer. Sem desvalorizar a moeda da gente, e sem negar, ela continua existindo, mas a gente cria uma moeda de comércio exterior", disse o presidente da República.

"Os Bancos Centrais fariam os ajustes necessários. O que é importante é que a gente não pode depender de um único país que tem o dólar, um único país que bota a maquininha para rodar dólar, e nós somos obrigados a ficar vivendo da flutuação dessa moeda", declarou Lula.

O presidente da República também defendeu a entrada de novos países no bloco dos Brics - e citou nominalmente a Argentina. Lula fez as declarações no programa Conversa com o Presidente, uma espécie de live semanal produzida pela EBC. Ele tem feito o programa mesmo quando está fora de Brasília.


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895