Lupi dará esclarecimentos amanhã na Câmara

Lupi dará esclarecimentos amanhã na Câmara

Decisão foi tomada depois que a oposição concordou em retirar todos os requerimentos de convocação

AE e Agência Brasil

publicidade

Governo e oposição conversaram e a oposição concordou em retirar de votação todos os requerimentos de convocação do ministro do Trabalho, Carlos Lupi, que estavam em curso na Câmara dos Deputados. Depois desse acordo, ficou acertado que o ministro irá amanhã, espontaneamente, à Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Casa para prestar esclarecimentos sobre as denúncias de irregularidades envolvendo a pasta. A audiência está marcada para as 9h30min.

Mais cedo, o presidente nacional em exercício do PDT, deputado André Figueiredo (CE), negou que o partido deixará a base aliada do governo Dilma Rousseff caso Lupi se afaste do cargo. A declaração expõe uma divisão entre os pedetistas. Ontem, em Brasília, o líder do partido na Câmara, Giovanni Queiroz (PA), havia dito: "Caso o ministro Lupi saia, o PDT também sai do governo."

De acordo com Figueiredo, as manifestações a respeito da saída do partido da base aliada foram mal interpretadas e o que a bancada quis dizer é que, caso Lupi deixe o ministério, a legenda não necessariamente indicaria um outro nome para ocupar o cargo.

Lupi reafirma inocência

Ao comentar as denúncias, Lupi voltou a dizer hoje que o assunto está superado e que todos os esclarecimentos já foram prestados ao seu partido, o PDT, e à imprensa. “A gente já deu as respostas que tinha que dar, apresentou os documentos, o procurador-geral da República já se pronunciou. Agora, estou aqui para trabalhar”, explicou, na abertura do encontro sobre estratégia de inclusão produtiva urbana do Programa Brasil sem Miséria.

Bookmark and Share

Mais Lidas





Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895